A rinoplastia é considerada um dos procedimentos mais complexos da cirurgia plástica. Afinal, seus resultados determinam a harmonia e o equilíbrio do rosto. Por essa razão, a rinoplastia também é uma das cirurgias mais procuradas. Nesse cenário, a busca da medicina estética avança em direção à técnicas menos invasivas — como a rinoplastia ultrassônica, que oferece maior precisão e resultados naturais.

O que é a rinoplastia ultrassônica?

rinoplastia ultrassonica - Dr Jesse Lima

No método tradicional, o médico utiliza um cinzel e um martelo para desgastar e/ou fraturar o osso. Por sua vez, na rinoplastia ultrassônica, o cirurgião faz uso do bisturi piezoelétrico. A saber, um aparelho especialmente desenvolvido para o corte ósseo. Tal bisturi permite trabalhar com maior precisão sobre o osso e a cartilagem para esculpir e modelar a região do nariz.

Ademais, os cortes são feitos com micromovimentos rápidos e precisos e a baixa frequência do aparelho preserva cartilagens, mucosas e vasos sanguíneos. O bisturi piezoelétrico possibilita retocar exclusivamente as partes que afetam a harmonia da face e as funções do nariz. Além disso, permite que o médico utilize enxertos especiais para um melhor resultado estético e funcional.

Quais as vantagens da rinoplastia ultrassônica?

A rinoplastia ultrassônica é menos traumática e invasiva, o que gera um menor desconforto no pós-operatório — tornando-o mais tranquilo e menos doloroso. Em outras palavras, por causar pouco impacto, a técnica também produz menor traumatismo. Assim, há redução do sangramento, dos hematomas e das inflamações.

Em síntese, a ausência de cortes na parte externa do nariz favorece o processo de cicatrização e se traduz em menor tempo de recuperação. Por certo, essa dinâmica permite um retorno mais rápido do paciente às suas atividades normais. Logo, o resultado final é um nariz mais harmônico, natural e, provavelmente, mais próximo ao almejado pelo paciente.

A rinoplastia é considerada um dos procedimentos mais complexos da cirurgia plástica. Afinal, seus resultados determinam a harmonia e o equilíbrio do rosto. Por essa razão, a rinoplastia também é uma das cirurgias mais procuradas. Nesse cenário, a busca da medicina estética avança em direção à técnicas menos invasivas — como a rinoplastia ultrassônica, que oferece maior precisão e resultados naturais.

O que é a rinoplastia ultrassônica?

No método tradicional, o médico utiliza um cinzel e um martelo para desgastar e/ou fraturar o osso. Por sua vez, na rinoplastia ultrassônica, o cirurgião faz uso do bisturi piezoelétrico. A saber, um aparelho especialmente desenvolvido para o corte ósseo. Tal bisturi permite trabalhar com maior precisão sobre o osso e a cartilagem para esculpir e modelar a região do nariz.

Ademais, os cortes são feitos com micromovimentos rápidos e precisos e a baixa frequência do aparelho preserva cartilagens, mucosas e vasos sanguíneos. O bisturi piezoelétrico possibilita retocar exclusivamente as partes que afetam a harmonia da face e as funções do nariz. Além disso, permite que o médico utilize enxertos especiais para um melhor resultado estético e funcional.

Quais as vantagens da rinoplastia ultrassônica?

A rinoplastia ultrassônica é menos traumática e invasiva, o que gera um menor desconforto no pós-operatório — tornando-o mais tranquilo e menos doloroso. Em outras palavras, por causar pouco impacto, a técnica também produz menor traumatismo. Assim, há redução do sangramento, dos hematomas e das inflamações.

Em síntese, a ausência de cortes na parte externa do nariz favorece o processo de cicatrização e se traduz em menor tempo de recuperação. Por certo, essa dinâmica permite um retorno mais rápido do paciente às suas atividades normais. Logo, o resultado final é um nariz mais harmônico, natural e, provavelmente, mais próximo ao almejado pelo paciente.
rinoplastia ultrassonica - Dr Jesse Lima

Dr. Jessé Teixeira de Lima

Cirurgião | Otorrinolaringologista | Rinologista

CRM-DF: 16252; RQE: 8282

dr jesse lima rinoplastia brasilia
  • Doutorado em Rinologia na Universidade de São Paulo – USP;

  • Mais de 14 anos de Atuação em Rinoplastia Estética e Funcional;

  • Mais de 14 anos de Atuação em Otorrinolaringologia Adulta e Pediátrica;

  • Mais de 1000 cirurgias realizadas;

  • Título de Especialista na Associação Brasielira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico Facial – ABORL-CCF;

  • Especialização e Residência Médica no Hospital das Clínicas – HCRP-USP;

  • Medicina na Faculdade de Medicina de Riberão Preto SP – FMRP-USP.